A arte de superar a si mesmo.

categoryEmpatia, Psicanálise, Psicoterapia, Psicoterapia on-line, Saúde Mental
tagatletismo, depressão, dificuldades, negativismo, olimpíadas, solução, superação

Todos nós temos aquele dia em nossa vida para encarar a si mesmo, desafiar-se, com muita disposição e vontade de vencer ! Pensando nisso, tracei aqui uma maneira de você imaginar sua vida como se fosse uma competição esportiva, na qual o objetivo muitas vezes seria superar a si mesmo.

Pratique o salto de obstáculos, o salto alto para ficar elegante, o salto de uma situação ruim. Salto, hoje, amanhã e sempre.

Arremesso a distância de mágoas,mau humor, negativismo, frustrações e baixa auto-estima. Valorize-se!

Corra, mas corra muito de gente baixo-astral,sem pique, que traz problema demais e solução de menos.

Reme, reme para levar sua embarcação até o destino desejado. Você chegará até lá, usando a força dos seus próprios braços.

E, eventualmente veleje, usando a força do vento para o seu deslocamento.

 

Todo desafio tem uma solução, é preciso ter calma para poder superá-lo, você precisa focar na solução e não no desafio, se o desafio às vezes for muito grandioso, divida-o em partes.Superar limites, em busca de um contentamento pessoal.
Ganhe ouro na vida! Aprenda a valorizar o momento, o treinamento, a escolha e o seu esforço. Você é um Atleta desta Olimpíada diária chamada: Vida.

3 Comentários. Deixe novo

  • Muito bom esse artigo, salvei seu site nos favoritos para acompanhar mais vezes

    Responder
    • Gisa Aquino
      20/05/2016 12:28

      Obrigada. Fico feliz que tenha gostado. Espero ter levado a você reflexão. Para qualquer dúvida.Entre em contato. Um abraço Gisa

      Responder
  • Daniela Brito
    30/10/2020 10:17

    Essa leitura foi de grande valia ,pois já sei que muitas vezes minha ótica tende para o pessimismo e desanimo,todavia agradeço a cada sessão terapêutica ,pois eu e outros sabem que melhorei muito. Viva aos terapeutas!!!. Então Continuo na competição da vida rs.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Você que é “normal”, respeite sua deficiência.
Próximo post
O ogro mau cheiroso – Odef
Menu