O sentido da vida

categoryAcolhimento, Depressão, Empatia, Gratidão, Prevenção, Psicanálise, Psicoterapia, Psicoterapia on-line, Saúde Mental
taglacan, monty pyton, psicanalise, sentido, vida

Sabemos que a alma humana é sem dúvida muito profunda, nenhuma corrente de pensamento garante o entendimento da mesma. Por isto dar sentido a vida é uma busca constante da Filosofia, Religião,  Patriotismo,  Artes e das Ciências. Por aí já se vê como o negócio é complicado. Ou seja, a única coisa que permanece ao nosso alcance é tirar o máximo proveito possível de nossa permanência nela e, portanto, seguir apenas  com  as escolhas com as quais estamos de acordo, lutando pelo tipo de vida apropriado. Somos conscientes do fim de nossa existência e de certa forma isto nos faz prosseguir, crer e amar intensamente.

O grupo de humor  Monty Pyton ,  em seu filme mais incômodo (O Sentido da Vida), apresenta uma série de esquetes sobre os estágios da vida, do milagre do nascimento até a morte. A ironia, a crítica social e o bom humor, é claro,nos mostram o “lado B” de muitos sentidos da vida. Quem não viu eu recomendo!

[responsive_video link=”https://www.youtube.com/watch?v=7ZFfJ4LgJHM”]

Despretensiosamente, segue abaixo algumas dicas para a confecção do sentido a vida.

Alimente-se bem!

Conheça lugares e pessoas novas!

Tente viver em Paz consigo e com o outro (esta tentativa manterá você bastante ocupado)

Pratique exercício físico você está vivo, caminhe.

Procure uma fé (mesmo que você não acredite em nada), procurar também será ótimo. De repente, você encontra algo Sagrado.

Tenha amigos reais (de carne e osso), com os quais você se encontre. Amigos virtuais são importantes, mas estão a um “click” de serem desligados. Portanto, tenha amigos que te acolham e te incomodam (estes são os melhores para te ajudar dar sentido à vida).

Faça sexo, a origem da vida está aí! .

Ame! Ame a si mesmo e ao (s) outro(s).

E principalmente, a dica de ouro: Ria de si mesmo. O humor é em minha opinião o grande barato da vida. Rir de si mesmo cura: de unha encravada a mal de amor. Rindo você poderá até achar graça… se ao final, nomear a falta de sentido como O sentido.

“A vida é suicida vive-se enquanto morre, morre enquanto vive-se.  Ou seja, não se preocupe tanto com o sentido dela ela um dia acaba”. Lacan

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Vem fazer psicoterapia, vem!
Próximo post
Conviver é preciso
Menu